Margaret Pelicano

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Sururu em Brasília


SURURU EM BRASÍLIA
Margaret Pelicano

Foi um sururu na cidade
a questão da CPMF,
vai entrar para a história
e a população agradece!

Alguns não gostam de política,
mas desta vez o povo venceu
tanto pressionou o Senado
que o fato aconteceu...

Se foi bom ou mau o negócio,
não sei, sei que tirou o Senado do ócio
e o povo acompanhando
desta vez entendeu

que sem pressão, vigilância e constância
o povo não tem vez!
Era um imposto diluído
não se notava, mas o governo tirava partido:

era repassado do trigo à farinha,
da farinha ao pão, do pão à mesa,
de 0.38 creio eu, chegava a mais de um 1%,
com certeza!

Não pretendo me alongar,
nem fiz ciência política,
mas fiz Letras
e com as palavras sei lidar.

O que quero mesmo aqui deixar
é: atenção minhas altezas,
estamos de olho nas direitezas:
- sem ordem social o povo fica a largar;

Queremos bons governantes,
para esta ordem conquistar,
mas exigimos trabalho e honestidade
estas nunca podem faltar!

Depois deste sururu em Brasília
alguns acharam que o barco ia naufragar,
outros respiraram aliviados
a consciência do povo voltou a imperar!

Agradeço aqui este ano novo,
fazemos a história
e não buscamos glória,
mas queremos o respeito implantar!

Se acham que me engano,
engano não
de outra forma entraremos pelo cano:
o IOF é um enorme senão...

Acompanhemos pois o sururu,
há que se ficar atento
pois toda hora é momento
de resolver a confusão!

Na 'democracia aliada ao mérito'
já disse o governador Cristóvam,
pode estar uma nova forma de governar
e também a solução...

E agora abram alas: é 2008, iniciam-se novos acontecimentos!

Brasília - 10/01/2008

Marcadores: ,

escrito por Margaret Pelicano às 09:31

1 Comentários:

ABRAM ALAS MIGA. PARABÉNS, ADOREI .. ALEM DO BLOG .. ADOREI O SURURU EM BRASÍLIA .. BEIJOS OILAN

10 de janeiro de 2008 20:09  

Postar um comentário

<< Home

poesias, contos, crônicas, cartas